A AÇÃO PARA ALÉM DA POLÍTICA SOCIAL DE D. MANUEL I: O DECRETO DO ÉDITO DE EXPULSÃO DOS JUDEUS DE PORTUGAL (1496)

Cleusa Teixeira de Sousa

Resumo


O objetivo principal dessa comunicação centra-se na análise da relação entre a promulgação do Édito de expulsão dos judeus e as transformações econômicas ocorridas em Portugal. Pretende-se dar atenção especial à primazia de sua empreitada marítima na ampliação econômica portuguesa, dado o privilégio do desenvolvimento comercial com outros reinos, nos séculos XV e XVI. Apesar da relevância dessa temática, as discussões historiográficas ainda não dispensaram novos olhares sobre uma possível relação entre a expulsão judaica de Portugal e o desenvolvimento econômico português. Assim, objetiva-se investigar a posição dos conselheiros régios quanto a essa expulsão e vincular o banimento dos judeus à questão de eles não mais representarem a maior fonte de arrecadação do reino como nos períodos anteriores. Visamos apontar que esse pode ter sido o principal motivo para D. Manuel I (1495-1521) ter cedido à pressão dos reis católicos e ter expulso os judeus das terras lusitanas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.